Com dois gols de Forlán, Inter vence e chega a final da Taça Piratini

Após vencer o Gre-Nal por 2 a 1 nas quartas de final, o Inter recebeu o Esportivo no estádio Centenário, em Caxias do Sul, buscando vaga na final da Taça Piratini, primeira fase do Campeonato Gaúcho. O time da serra eliminou o Lajeadense, melhor equipe da primeira fase da competição, na disputa de pênaltis por 4 a 2 depois do empate em 1 a 1. O adversário na final do primeiro turno será o São Luiz, que venceu o Caxias e garantiu a vaga.

Mesmo com atuação discreta, Inter foi melhor no primeiro tempo

O primeiro tempo foi equilibrado, com as equipes disputando bola no meio de campo e os espaços para avançar ao ataque. O Internacional criou a maioria das jogadas ofensivas, mas parou na forte marcação do Esportivo.

Logo aos quatro minutos, Damião recebeu bola na ponta direita e, na marcação de Ediglê, perdeu para o zagueiro da equipe de Bento Gonçalves. A primeira chance do Esportivo aconteceu aos nove minutos, quando Gilian passou por Juan na ponta direita, mas sofreu falta de Fabrício que o juiz não marcou.

Aos quatorze minutos, um lance polêmico. Josimar recuou a bola para Muriel, que pegou com a mão e chutou para o ataque. Lance irregular não assinalado por Francisco dos Santos Neto. Na sequencia da jogada, Gilian cruzou da esquerda e Erick tentou por cobertura. O goleiro colorado defendeu sem problemas.

O Inter começa a levar perigo ao campo ofensivo, mas o jogo segue com poucas ações de ataque. O time da capital adianta a equipe e tenta pressionar o adversário. Já o Esportivo se defende como pode. Os dois times criam poucas chances.

O gol colorado aconteceu aos vinte e nove minutos, em jogada individual de Diego Forlán, que dominou fora da área e chutou no ângulo direito do goleiro Fabiano. Golaço. O uruguaio é o artilheiro da competição com cinco gols marcados.

A vitória animou o time, que começou a criar mais jogadas. D’Alessandro fez boa jogada na ponta esquerda e foi derrubado por Fábio Oliveira, que recebeu amarelo. Forlán cobra falta para a área e a zaga afasta.

Forlán comemora o primeiro gol do jogo. Crédito: Mauro Vieira
Forlán comemora o primeiro gol do jogo. Crédito: Mauro Vieira

Classificação com estilo uruguaio

No intervalo, o técnico Winck tirou o atacante Léo para entrar Gabriel. Os primeiros minutos do segundo tempo foram de pressão do Esportivo, mas o Internacional conseguia trocar mais passes e chegar ao ataque com facilidade.

O atacante da equipe da serra assustava muito a defesa colorada. Na primeira oportunidade, Gabriel passou para Gilian, que chutou em cima de Rodrigo Moledo. Na sequencia, Gabriel arriscou quase sem ângulo pela direita, mas a bola foi pra fora.

Aos nove minutos, Diego Forlán cobra escanteio fechado no primeiro pau. Rodrigo Moledo e Fabiano dividem pelo alto e a bola vai para fora. Com dez minutos jogados no segundo tempo o Inter já retomava o controle da partida, trocando passes e criando as melhores jogadas.

O segundo gol do jogo saiu após Diego Forlán dominar a bola na entrada da área aos vinte e dois minutos, driblar Erick e chutar cruzado e rasteiro no cantinho do goleiro Fabiano. Segundo gol do uruguaio no jogo e sexto no campeonato.

A equipe do Esportivo pouco fez na partida, apesar da forte marcação que dificultou os avanços do Inter ao campo de ataque. Mas não foi o bastante para segurar o atual campeão gaúcho.

Aos vinte e sete minutos, Dunga reclamou de falta marcada para o Esportivo e foi expulso. O técnico colorado saiu de campo dizendo que sua expulsão já estava combinada pela arbitragem da partida.

Sem treinador a beira do gramado, o Internacional começou a administrar o resultado. Aos quarenta e quatro minutos, Forlán dominou a bola na área pela esquerda, cortou para o meio e chutou forte por cima do gol.

Com o resultado o Inter vai a Ijuí, terra natal do técnico Dunga, decidir o turno diante do São Luiz, no próximo domingo. O vencedor garante vaga na final do Gauchão de 2013.

Ficha Técnica:

Local: Estádio Centenário, Caxias do Sul

Árbitro: Francisco da Silva Neto

Assistentes: José Javel Silveira e Carlos Henrique Selbach

Público: 4.613

Escalações

Internacional: Muriel; Gabriel; Rodrigo Moledo, Juan e Fabrício; Ygor (Elton), Josimar, Fred e D’Alessandro (Vitor Júnior); Diego Forlán e Leandro Damião (Caio). Técnico: Dunga

Esportivo: Fabiano; Ediglê, Vitor e Raone; Erick, Anderson Feijão (Diego Campos), Fábio Oliveira, Mateus Santana e André Todescato; Gillian (Rafael Bittencourt) e Léo (Gabriel). Técnico: Luiz Carlos Winck

Cartões Amarelos: Léo (ESP 18’/1°T), Gillian (ESP 27’/1°T), Juan (INT 39’/1°T), Fábio Oliveira (ESP 41’/1°T), Raone (ESP 29’/2°T),

Gols: Forlán (INT 28’/ 1°T e 22’/2°T)

Daniel Aita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s